A cor dos alimentos

Alimentação Saudável

Cores dos alimentos

A cor dos alimentos revela parte de sua composição nutricional e pode ser uma boa referência para montar refeições balanceadas.
Quanto maior a variedade de cor, maior a quantidade de nutrientes diferentes que estaremos ingerindo, já que cada cor
significa benefícios  e nutrientes específicos em cada alimento. A regra vale especialmente para frutas, verduras, legumes
e grãos.

Para facilitar na hora de montar o seu prato ou ir ao supermercado fazer compras, saiba quais são os nutrientes contidos
em cada grupo de cores e em que eles ajudam na saúde.

 

Alimentos de cor verde
Vegetais folhosos em geral como,  espinafre, agrião, pimentão, couve manteiga, manjericão e muito outros, contêm vitamina
A e clorofila, substâncias que auxiliam na ação antibacteriana, cicatrizante, combatem o crescimento de tumores, desintoxicam
as células, ajudam a proteger o coração, o cabelo e a pele. Além disso, eles têm luteína e zeaxantina, dois antioxidantes potentes
que podem retardar o processo de envelhecimento precoce, pois combatem os radicais livres, e reduzir o risco de degeneração
macular, doença líder na causa de cegueira.

 

Alimentos de cor amarela e laranja
O betacaroteno é o principal elo entre alimentos amarelos. Ele está ligado à manutenção dos tecidos e à visão noturna.
Também chamado de pró-vitamina A, o betacaroteno favorece o metabolismo de gorduras e por isso, representa uma opção
interessante de sobremesa saudável. Há também as vitaminas C e B-3 nos alimentos amarelos, substâncias benéficas ao sistema
imunológico e ao sistema nervoso. Mamão, cenoura, laranja, manga, pêssego, abóbora e damasco são exemplos deste grupo
alimentar.

 

Alimentos de cor vermelha
Tomate, melancia, cereja, morango, caqui, goiaba vermelha e framboesa têm licopeno, substância que age como antioxidante.
Recentemente foi apontado como um protetor eficaz contra o aparecimento de câncer de próstata.
Uma pesquisa da Universidade Tufts, nos EUA, concluiu que alimentos vermelhos, repletos de antioxidantes, ajudam na
produção de neurônios e turbinam a memória. Eles ajudam a eliminar o estresse oxidativo, reduzindo os riscos de desenvolver
doenças como câncer, diabetes, Alzheimer e Parkinson.

 

Alimentos de cor branca e amarela
Leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, cogumelo e banana, batata doce, são ricos em cálcio e potássio.
Esses minerais são importantes para o funcionamento do organismo, pois contribuem na formação e manutenção dos ossos,
na regulação dos batimentos cardíacos, e para o funcionamento do sistema nervoso e dos músculos.
Essa cor tem efeito anti-inflamatório e antialérgico, bloqueando a histamina, uma substância que causa coceiras, espirros e
alergias. Devido às propriedades antibióticas, são conhecidos como os alimentos para a cura, e ainda ajudam a prevenir
doenças cardiovasculares e a reduzir o LDL colesterol.

 

Alimentos de cor marrom e bege
Aveias, nozes, castanhas e cereais integrais, possuem fibras e vitaminas do complexo B. Tais substâncias e nutrientes têm
importâncias vitais no organismo, pois melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade, previnem o câncer
e as doenças cardiovasculares. Os alimentos que fazem parte desse grupo são boas fontes de selênio, que favorece a melhor
disposição mental.

 

Alimentos de cor roxa
Uva, ameixa, beterraba, repolho-roxo, figo, jabuticaba, alcachofra são ricos em ácido elágico e quercitina, que diminuem os
riscos de ataques cardíacos, neutralizam as substâncias cancerígenas antes de invadirem o DNA e, melhoram o aspecto da
pele e retardam o envelhecimento. Além de serem fontes de vitamina B1 nutriente importante para o metabolismo da glicose.

 

O ideal é não apenas variar as cores, mas também variar os alimentos escolhidos para representar cada cor.
Embora existam propriedades nutricionais comuns aos alimentos de cada cor, cada um tem nutrientes
específicos. É importante ter ao menos três cores em cada refeição.