Hipertrofia muscular – Influência do ovo

Influência do OVO
na HIPERTROFIA MUSCULAR

A alimentação contribui muito para a melhora no ganho de massa muscular e no desempenho do atleta durante o treino. Alimentar-se bem, com alimentos saudáveis, garante que o atleta mantenha o organismo funcionando bem e, assim, obtenha os melhores resultados na prática desportiva.

Alguns alimentos são conhecidos por auxiliar mais nessa ou naquela área. Assim como a laranja é rica em vitamina C, que mantém o sistema imunológico bom, combatendo a maioria das doenças, a carne proporciona uma carga alta de aminoácidos entrando no organismo, que é importante para a criação de proteínas, que, por conseguinte, formam as fibras musculares, aumentando esse tecido no corpo. Quanto maior for o consumo de proteínas e aminoácidos maior será o aumento muscular.

A preferência dos atletas que buscam por crescimento muscular é a carne, a suplementação alimentar e o ovo. Este último é cercado de mitos, principalmente em relação à possibilidade de aumentar os níveis de colesterol no sangue. Para entender melhor a problemática do colesterol é necessário entender o que é isso. Existem dois tipos de colesterol abordado na mídia: o colesterol ruim e o colesterol bom.

A membrana celular é composta de várias substâncias, incluindo o colesterol. O colesterol é um tipo de gordura encontrada em quantidade considerável no organismo, sendo necessário para o perfeito funcionamento do corpo. O colesterol do nosso corpo pode ter origem endógena, produzida pelo fígado, ou exógena, adquirido pelos alimentos.

Existem três tipos de colesterol, o VLDL, LDL e o HDL. As siglas são relacionadas aos nomes dos compostos em inglês, porém, em português, poderíamos traduzi-las para “muito baixa densidade de lipoproteína” (VLDL), “baixa densidade de lipoproteína” (LDL) e “Alta densidade de lipoproteína” (HDL).

Cada tipo de colesterol tem uma função no organismo e são muito necessários. O LDL e o VLDL levam colesterol para os tecidos do corpo, principalmente àqueles que são necessários, enquanto que o HDL tira o colesterol dos tecidos e devolve ao fígado, para que este excrete para fora do organismo. Portanto, todos são importantes. São considerados os vilões da história o VLDL e o LDL, enquanto que o HDL é o colesterol bom.

O grande problema é o consumo exagerado de alimentos ricos em VLDL e LDL. Estes, em grande quantidade no organismo, podem causar vários problemas, como a aterosclerose. Quando o VLDL e o LDL estão em grande quantidade no organismo, não somente na quantidade necessária para a manutenção do organismo, eles são depositados nas paredes dos vasos sanguíneos, formando placas de colesterol nesses locais. Quando as placas ficam muito grandes podem ocasionar entupimento dessas vias, não deixando o sangue passar e irrigar pontos do corpo.

Benefícios do ovo e quantidades a serem consumidas
Entretanto, por mais que o ovo possua tais substâncias em sua composição, existem muitos outros compostos benéficos ao corpo nesse alimento. A carga de aminoácidos e vitaminas presentes na clara e na gema do ovo são importantíssimas para o nosso organismo.

A gema tem vitaminas A, D e E e é também uma fonte de omega-3 na forma de DHA (gordura boa). Além disso, a quantidade de proteína encontrada na gema é alta, ainda mais alta do que na clara, que também tem em grande quantidade.

Para praticantes de musculação, existe o hábito de colocar claras de ovos cozidos em sua dieta, principalmente na ceia (refeição antes de dormir), pelo fato de que a proteína encontrada no ovo é de lenta absorção, ideal para o período que se sucede, já que ficaremos várias horas sem se alimentar.

Um ovo inteiro cozido possui em média de 5,5 gr até 6,3 gr proteínas (vai depender do tamanho do ovo), apenas a clara tem em média 3 gr de proteínas.  Em relação as calorias, um ovo cozido inteiro tem em média 71 calorias, sendo divido em 56 calorias para a gema, e 15 calorias para a clara. A quantidade de calorias também vai depender do tamanho do ovo, essas médias citadas aqui é de um ovo branco de galinha com cerca de 45gr.

Melhores formas de preparar ovo
Sempre deve-se consumir os ovos cozidos, o ovo cru pode estar contaminado pela bactéria Salmonela, e ocasionar várias patologias gastroenterite como diarreia, náuseas e muitos outros desconfortos. E a única forma de eliminar essa bactéria é cozendo não só os ovos, como verduras e legumes que sabemos que apenas lavando não irão eliminar certos tipos de contaminações.
Outra forma recomendada para o preparo de ovos, são os omeletes. Onde você pode adicionar as receitas, atum, peito de frango desfiado e até carne moída.


Consulte seu médico e fale conosco.
Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações.
De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link acima à direita, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos.
Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!