Bombons Probióticos

Bombons Probióticos

Os lactobacilos (lactobacillus) são bactérias inofensivas que se alimentam de matérias orgânicas. Elas vivem principalmente no trato intestinal fazendo parte da constituição da flora intestinal dos mamíferos.

Esses micro-organismos que vivem nos nossos intestinos são indispensáveis à manutenção e o bom funcionamento do organismo humano. Os lactobacilos ajudam a prevenir infecções e doenças causadas por outras bactérias. Eles não combatem diretamente estes micro-organismos prejudiciais, mas ajudam a reduzir sua proliferação através de seus antibióticos naturais, principalmente devido a competição por nutrientes. Os lactobacilos são inúmeros e se reproduzem muito rápido, desta forma, não permitem a sobra de nutrientes para as bactérias causadoras de doenças.

Quando ocorre um desequilíbrio na proporção entre bactérias saprófitas (ajudam a manter o intestino saudável) e patológicas (causadoras de doenças), manifesta-se um estado conhecido como disbiose.

Diferença de Probióticos e Antibióticos
Os probióticos são microrganismos vivos que, ao serem ingeridos, beneficiam o organismo porque atuam sobre o equilíbrio bacteriano intestinal. O termo probiótico deriva do grego e significa “pró-vida”, sendo o antônimo de antibiótico, que significa “contra a vida”.

Benefícios dos Lactobacilos no intestino
O intestino preguiçoso é uma das principais queixas gastrointestinais registradas. Há diversos motivos que contribuem para que o intestino não funcione de maneira correta como a idade, sedentarismo, alimentação inadequada, estresse e gravidez. Além disso, cada organismo tem seu próprio ritmo e a ida ao banheiro vai depender do próprio sistema digestivo, da alimentação e do estilo de vida.

É importante procurar orientação médica e seguir hábitos de vida saudáveis como a ingestão de frutas, fibras e verduras, incluindo os lactobacilos, além de manter a prática de exercícios físicos e a adequada ingestão de água.

A presença de lactobacilos no intestino melhora muitas funções, como por exemplo:

  • A imunidade;
  • A absorção de diversos nutrientes;
  • A digestão de certos alimentos;
  • Contribui para a produção de enzimas e de vitaminas (como as do complexo B e a vitamina K);
  • Diminui a alergia alimentar;
  • Distúrbios gastrintestinais;
  • O colesterol e os triglicerídeos do sangue;
  • O mau hálito;

Além disso, impede a proliferação de bactérias e fungos causadores de doenças, auxilia no combate a diarreia, entre outros benefícios.

COMO OS PROBIÓTICOS ATUAM NO ORGANISMO?
Nem toda Bactérias dentro do nosso corpo é sinal de doença. Estudos apontam que para cada milímetro quadrado de um intestino saudável tem cerca de 10 bilhões de microrganismos vivendo nele para funcionar de forma saudável.

Essa é a chamada flora intestinal que é reduzida quando temos algum tipo de enfermidade ou quando precisamos fazer uso de antibióticos. Isso não apenas dificulta a digestão, como torna o aparelho digestivo vulnerável ao ataque de microrganismos nocivos.

É aí que entram os tais lactobacilos para auxiliar no combate a nessa carência da flora intestinal. As bactérias do gênero lactobacillus não são as mais numerosas, mas têm uma grande vantagem: podem ser ingeridas e ainda chegar vivas ao intestino, atravessando sem problemas o estômago, ambiente ácido onde a maioria dos microrganismos não sobrevive.

Os probióticos normalmente são sensíveis a temperatura e têm pouco tempo de vida, por isso os alimentos que contêm esses componentes são mantidos bem refrigerados. Ao serem ingeridos, vão para o intestino e ali se integram à flora já existente, sem se fixarem, mas auxiliando no trabalho de absorção de nutrientes tais como cálcio, ferro e vitaminas do complexo B, além de facilitar a digestão da lactose.

O consumo de probióticos é importante e sua ingestão deve ser diária e constante, para que o organismo tenha quantidade significativa, pois os microrganismos necessitam atravessar todos os órgãos gastrointestinais em número considerável para desempenhar suas funções e manter uma espécie de ritual de ingestão diária para que os efeitos benéficos no trato intestinal ocorram.

Efeitos BENÉFICOS DOS PROBIÓTICOS

  • Aumenta o valor nutritivo dos alimentos, pois ocorre um aumento na absorção principalmente do cálcio, do ferro, das proteínas e das vitaminas do complexo B;
  • Inibe a presença das bactérias intestinais indesejáveis, contribuindo na redução do risco de câncer e de doenças infecciosas como respiratórias, intestinais virais e bacterianas;
  • Melhora a imunidade;
  • Aumenta a digestibilidade da lactose;
  • Equilibra a flora intestinal;
  • Ajuda a remover vários tipos de toxinas, minimizando os seus efeitos;
  • Ajuda na produção de antibióticos naturais e tem um efeito imuno estimulante;

É importante para quem pratica atividades físicas?
Sim. Todos sabemos que a prática de exercícios físicos exige bastante do organismo em termos de nutrientes. A saúde da flora intestinal está diretamente relacionada a uma melhor absorção de nutrientes e ao sistema de defesa do organismo.

A prática de exercícios físicos pode diminuir a imunidade devido à redução da proteção da mucosa do trato gastrointestinal. Desta forma, o uso correto de probióticos melhora o sistema imune em atletas submetidos a treino exaustivos, garantindo melhor desempenho. Além disso, os probióticos tem a capacidade de diminuir o impacto na função imune que ocorre logo após o exercício físico.

Além de manter uma alimentação balanceada e a hidratação adequada, o cuidado com saúde intestinal resulta em um melhor desempenho das funções fisiológicas, o que irá assegurar melhoria na qualidade de vida, na imunidade e no desempenho aos praticantes de atividade física.

Para que possamos manter nossa flora intestinal saudável, precisamos ingerir alimentos ricos em fibras, vitaminas e minerais, além de lactobacilos encontrados na alimentação ou suplementação, sem esquecer de praticar atividades físicas e ingerir pelo menos de 1,5 a 2 litros de água por dia.

Inclua nossos bombons probióticos em sua alimentação e melhore a qualidade de vida.
Pool de lactobacillus 500 milhões UFC
Lactobacillus Acidophilus..... 100 milhões
Lactobacillus Bulgaricos....... 100 milhões
Lactobacillus Bifidum.......... 100 milhões
Lactobacillus Casei ............. 100 milhões
Lactobacillus Rhamnosus .... 100 milhões

Consumir 1 bombom ao dia. 


Consulte seu médico e fale conosco.
Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações.
De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link acima à direita, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos.
Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!

10 passos para uma alimentação saudável

Verifique os 10 passos para promover uma alimentação saudável, e escolha aqueles que podem trazer variedade e mudança de qualidade em sua alimentação.

1. Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras.
Elas são ricas em  vitaminas, minerais e fibras. As vitaminas e  minerais colaboram na manutenção e no bom funcionamento do organismo. E as fibras regulam o funcionamento intestinal, dão sensação de saciedade, e podem atuar prevenindo várias doenças.

2. Coma feijão pelo menos 1 vez ao dia.
Varie os tipos de feijões usados e as formas de preparo. Use também outros tipos de leguminosas como soja, grão-de-bico, lentilha, etc. Coma feijão com arroz na proporção de 1 para 2. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde!

3. Reduza o consumo de sal. 
Tire o saleiro da mesa. O sódio é essencial para o bom funcionamento do organismo, mas o excesso pode levar ao aumento da pressão do sangue (hipertensão), e outras doenças. Evite temperos prontos, alimentos enlatados e embutidos. Use ervas frescas para realçar o sabor. 

4. Reduza o consumo de alimentos gordurosos.
Como carnes com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos, para no máximo 1 vez por semana. Prefira os alimentos cozidos ou assados, leite e iogurte desnatados e queijos brancos.

5.Faça pelo menos 4 refeições por dia.
Café da manhã, almoço, jantar e os lanches! Não pule as refeições. Para lanche e sobremesa prefira frutas.

6. Mantenha o seu peso dentro dos limites saudáveis
Veja se seu IMC (Índice de Massa Corpórea) está entre 18,5 a 24,9kg/m2. O IMC mostra se seu peso está adequado para a sua altura.

7. Consuma com moderação alimentos ricos em açúcar.
Como doces, bolos, e biscoitos. Prefira os cereais integrais.

8. Aprecie sua refeição e coma devagar.
Faça de sua refeição um ponto de encontro com a família. Não se alimente assistindo TV ou lendo livros e revistas. Reserve um tempo do seu dia para as refeições fazendo delas, momentos de muito prazer!

9. Beba água!
Muita água! 60% do nosso corpo é formado por água! Portanto, beba em média 2 litros de água (6-8 copos) por dia. Consuma com moderação bebidas alcoólicas e refrigerantes. 1ml de álcool fornece 7kcal!! Prefira sucos de fruta fresca ou polpa congelada.

10. Seja ativo!
Acumule pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe pelo seu bairro, suba escadas, jogue bola, dance, enfim, 
mexa-se!!

Atenção
- Comece com os passos que você avalia que são mais fáceis de adotar no seu hábito alimentar e de sua família. Procure segui-lo todos os dias. 
- O hábito se adquire com constância e persistência e é uma questão de tempo.
- Quando sentir que o passo já faz parte da sua rotina, siga para o próximo passo.
- A alimentação saudável pode e deve ser gostosa. Consulte receitas para facilitar o consumo dos alimentos que vão fazer parte dos seus novos hábitos.

Esta dica não tem como objetivo substituir uma consulta médica.
As informações aqui divulgadas têm a função de fornecer uma orientação geral, o que pode não se aplicar a casos específicos.
Consulte sempre sua nutricionista ou médico e fale com a Essencial.


Consulte seu médico e fale conosco. Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações. De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link abaixo, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos. Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!


A cor dos alimentos

Alimentação Saudável

Cores dos alimentos

A cor dos alimentos revela parte de sua composição nutricional e pode ser uma boa referência para montar refeições balanceadas.
Quanto maior a variedade de cor, maior a quantidade de nutrientes diferentes que estaremos ingerindo, já que cada cor
significa benefícios  e nutrientes específicos em cada alimento. A regra vale especialmente para frutas, verduras, legumes
e grãos.

Para facilitar na hora de montar o seu prato ou ir ao supermercado fazer compras, saiba quais são os nutrientes contidos
em cada grupo de cores e em que eles ajudam na saúde.

 

Alimentos de cor verde
Vegetais folhosos em geral como,  espinafre, agrião, pimentão, couve manteiga, manjericão e muito outros, contêm vitamina
A e clorofila, substâncias que auxiliam na ação antibacteriana, cicatrizante, combatem o crescimento de tumores, desintoxicam
as células, ajudam a proteger o coração, o cabelo e a pele. Além disso, eles têm luteína e zeaxantina, dois antioxidantes potentes
que podem retardar o processo de envelhecimento precoce, pois combatem os radicais livres, e reduzir o risco de degeneração
macular, doença líder na causa de cegueira.

 

Alimentos de cor amarela e laranja
O betacaroteno é o principal elo entre alimentos amarelos. Ele está ligado à manutenção dos tecidos e à visão noturna.
Também chamado de pró-vitamina A, o betacaroteno favorece o metabolismo de gorduras e por isso, representa uma opção
interessante de sobremesa saudável. Há também as vitaminas C e B-3 nos alimentos amarelos, substâncias benéficas ao sistema
imunológico e ao sistema nervoso. Mamão, cenoura, laranja, manga, pêssego, abóbora e damasco são exemplos deste grupo
alimentar.

 

Alimentos de cor vermelha
Tomate, melancia, cereja, morango, caqui, goiaba vermelha e framboesa têm licopeno, substância que age como antioxidante.
Recentemente foi apontado como um protetor eficaz contra o aparecimento de câncer de próstata.
Uma pesquisa da Universidade Tufts, nos EUA, concluiu que alimentos vermelhos, repletos de antioxidantes, ajudam na
produção de neurônios e turbinam a memória. Eles ajudam a eliminar o estresse oxidativo, reduzindo os riscos de desenvolver
doenças como câncer, diabetes, Alzheimer e Parkinson.

 

Alimentos de cor branca e amarela
Leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, cogumelo e banana, batata doce, são ricos em cálcio e potássio.
Esses minerais são importantes para o funcionamento do organismo, pois contribuem na formação e manutenção dos ossos,
na regulação dos batimentos cardíacos, e para o funcionamento do sistema nervoso e dos músculos.
Essa cor tem efeito anti-inflamatório e antialérgico, bloqueando a histamina, uma substância que causa coceiras, espirros e
alergias. Devido às propriedades antibióticas, são conhecidos como os alimentos para a cura, e ainda ajudam a prevenir
doenças cardiovasculares e a reduzir o LDL colesterol.

 

Alimentos de cor marrom e bege
Aveias, nozes, castanhas e cereais integrais, possuem fibras e vitaminas do complexo B. Tais substâncias e nutrientes têm
importâncias vitais no organismo, pois melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade, previnem o câncer
e as doenças cardiovasculares. Os alimentos que fazem parte desse grupo são boas fontes de selênio, que favorece a melhor
disposição mental.

 

Alimentos de cor roxa
Uva, ameixa, beterraba, repolho-roxo, figo, jabuticaba, alcachofra são ricos em ácido elágico e quercitina, que diminuem os
riscos de ataques cardíacos, neutralizam as substâncias cancerígenas antes de invadirem o DNA e, melhoram o aspecto da
pele e retardam o envelhecimento. Além de serem fontes de vitamina B1 nutriente importante para o metabolismo da glicose.

 

O ideal é não apenas variar as cores, mas também variar os alimentos escolhidos para representar cada cor.
Embora existam propriedades nutricionais comuns aos alimentos de cada cor, cada um tem nutrientes
específicos. É importante ter ao menos três cores em cada refeição.