Paradoxine

Paradoxine

Pradoxine,  um produto INOVADOR que já é sucesso no mercado internacional de acabados e agora disponível para o mercado MAGISTRAL. Pertencente à família das zingiberaceae, como o gengibre, conhecida pelo nome de “semente-do-paraíso”, “maniguete”, ou “pimenta aligator”.

Seu componente principal é o composto fenólico 6-paradol, cuja principal função é impedir o acúmulo de gorduras bem como combater a gordura corporal já existente.

É absorvido através da barreira intestinal e, por ativação do nervo simpático, desencadeia a termogênese do tecido adiposo.

Paradoxine age como um potente termogênico, sem propiciar os efeitos negativos no sistema nervoso central que outros ativos como, por exemplo, capsaicina ou cafeína causam em pessoas sensíveis.

A maioria dos estudos sobre 6-paradol estão focados em seus efeitos contra a obesidade. O composto aumenta a termogênese através de 2 mecanismos para ajudar a queimar gordura:
1 - Aumenta a atividade do tecido adiposo marrom (BAT), resultando em maior gasto de energia, bem como um balanço energético negativo, o que leva a uma perda de peso melhor.
2 - Aumenta significativamente a queima de calorias. BAT contém uma proteína chamada UCP (termogenina) que regula calorias em chamas, como o calor para manter o corpo aquecido.

Sugestão de Fórmula
Paradoxine 40 mg
90 cápsulas.
Tomar 1 cápsula 3 vezes ao dia. Após café, almoço e jantar.

Outros Benefícios
Pode prevenir o Diabetes Mellitus do Tipo II
Diabetes Mellitus tipo II é uma doença resistente à insulina e provocada pelo acúmulo de gorduras em excesso nos receptores-chave da insulina nas células do corpo. A doença pode progredir com várias complicações, levando a disfunção de múltiplos órgãos e eventual morte. Estudos mostram que a suplementação com 6-paradol ajuda a prevenir o desenvolvimento da doença, ajudando na eliminação de gorduras que se acumulam em receptores celulares. É necessário, no entanto, suplementação a longo prazo, para fins de prevenção do Diabetes Mellitus do Tipo II.

Eleva os níveis de testosterona
Muitos suplementos para a saúde dos homens também contêm 6-paradol e possuem efeitos comprovados no aumento dos níveis de testosterona e redução da produção de estrogênio. Ao aumentar a testosterona, acredita-se que desenvolvam massa muscular magra mais rápido do que indivíduos não suplementados.

Os especialistas também dizem que o aumento da testosterona provocada pela suplementação com 6-paradol pode resultar na melhoria do desempenho sexual.

Pode controlar a inflamação
O efeito anti-inflamatório dos componentes ativos de "Grãos do Paraíso" também é um dos temas atuais de muitos estudos de saúde. Os especialistas dizem que o 6-paradol presente nos "Grãos do Paraíso" mostrou reduzir a inflamação entre os camundongos.


Consulte seu médico e fale conosco.
Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações.
De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link acima à direita, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos.
Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!

Ácido Ursólico

Ácido Ursólico

O ácido ursólico é um composto natural, encontrado em várias espécies vegetais como: maçãs (maior concentração na pele), peras, mirtilos, pele das uvas, erva mate, urtiga e algas marinhas. Trata-se de um fitoquímico com uma estrutura triterpenoide pentacíclica, onde uma grande variedade de estudos tem demonstrado seus benéficos efeitos para a saúde.

Embora a ciência seja preliminar, ácido ursólico parece ser capaz de reduzir a acumulação de gordura e aumentar o ganho de massa muscular quando em um estado alimentado, e para induzir queima de gordura e preservar a massa muscular em jejum.

Também pode promover a força e o crescimento muscular, reduzir o catabolismo muscular e apoia a perda de gordura. Hoje em dia é comumente encontrado em suplementos esportivos, cosméticos e produtos de saúde.

Dadas estas características, o ácido ursólico cada vez mais é utilizado no apoio para as pessoas que buscam melhorar sua composição corporal, ou seja, reduzir a gordura e manter o tecido muscular, estimular o metabolismo e regular os níveis de glicose no sangue, por isso poderia ser de bastante interesse naqueles pacientes com diabetes tipo 2.

Por se tratar de um componente totalmente natural, é uma excelente opção e extremamente viável para um grande número de pessoas que buscam se afastar de compostos sintéticos ou fármacos. O uso de ácido ursólico junto com uma abordagem de hábitos alimentares corretos e atividades físicas, melhora substancialmente a saúde das pessoas, minimizando as possibilidades de síndrome metabólica. Esta condição de saúde refere-se a uma série de desordens que aumentam o risco de sofrer doença cardíaca, diabetes ou infarto cerebral como casos mais graves.

Indicações do produto
Reduz o acúmulo de gordura corporal;
Tratamento da atrofia muscular;
Aumento da resistência física;
Promove crescimento da massa muscular;
Preserva a massa muscular (anti-catabólico);
Melhora o perfil glicêmico e do colesterol;
Reduz a resistência à ação da insulina por meio do fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1.

BENEFÍCIOS
Perder Gordura e Aumentar o Consumo de Calorias
Um fato interessante do ácido ursólico é o aumento da atividade de um tipo de tecido, a gordura marrom, e como consequência, a taxa metabólica. A gordura parda ou marrom trata-se de uma dos dois tipos que os seres humanos possuem. A outra se trata da denominada “gordura branca”. Os recém-nascidos possuem um maior índice deste tecido marrom. A principal função é manter a temperatura corporal. Recebe o seu nome devido à cor que lhe proporciona a quantidade de ferro que se encontra.

A diferença entre a gordura marrom e branca, é que a primeira possui uma maior disposição de capilares, e, por isso, se induz a um maior consumo de oxigênio; a gordura branca é o resultado de se armazenar um excesso de calorias; enquanto, a gordura marrom gerará calor queimando calorias. Em ambientes frios, os depósitos lipídicos de gordura se esgotam. O ácido ursólico pode converter o tecido adiposo branco em marrom, provavelmente motivado pelo aumento de irisina.

Saúde da Pele
O ácido ursólico possui ação antienvelhecimento através da promoção da melhora e reforço do colágeno cutâneo, o que dá uma maior elasticidade para a pele e melhora o aspecto das rugas e das manchas.  O ácido ursólico também é capaz de aumentar os níveis de ceramidas e queratinócitos, favorecendo a regeneração da barreira hidrolipídica da pele. O ácido oleanólico e o ácido ursólico também favorecem a expressão positiva dos genes requeridos para a diferenciação de algumas proteínas estruturais. Em outros estudos já tinha sido descoberto que os lipossomas de ácido ursólico favorecem a síntese de colágeno e aumentam o número de ceramidas.

Atrofia Muscular
O ácido ursólico tem sido reconhecido como uma terapia potencial para tratar a atrofia muscular (devido à doença ou como resultado do própio envelhecimento humano) e inclusive, estimular a hipertrofia. Este processo foi observado mediante a inibição que o ácido ursólico produz na expressão de RNAm do músculo esquelético, a qual se encontra associada com a atrofia, e junto com o aumento da insulina do músculo esquelético e o fator de crescimento semelhante à insulina (IGF1). Pensa-se que o IGF-1 torna-se mais sensível.

Aumento da Massa Muscular
Estudos realizados demonstraram que o ácido ursólico estimula a atividade muscular Akt. Akt é uma proteína quínase cuja função é regular a proliferação celular, estimulando o crescimento através da ativação da síntese de proteínas. Juntamente com esta sinalização, também tem lugar propiciar um melhor uso da glicose por parte do RNAm, o recrutamento dos vasos sanguíneos e a sinalização autócrina/parácrina de IGF-I.

Proteção Contra a Perda de Memória
O ácido ursólico oferece mecanismos de proteção de caráter neuroprotetor mediante a redução da acumulação de MDA, que guarda relação com a peroxidação de lipídios, e junto o esgotamento da glutationa (GSH) no hipocampo.


Consulte seu médico e fale conosco.

Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações.
De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link acima à direita, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos.
Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!

Altilix

ALTILIX

A detoxificação é uma etapa do processo de bioconversão e excreção de metabólicos e especies reativas de oxigênio. A detoxificação ocorre em três fases, subsequentes, fase 1 ou fase de produção de radicais livres; fase 2 ou fase de bioconversão de compostos lipossolúveis em hidrossolúveis; fase 3 ou fase de conjugação e excreção.

O processo é gerido pela associação de compostos bioativos, vitaminas (principalmente complexo B), minerais (especialmente o magnésio), carboidratos de baixo índice glicêmico, bom perfil de lipídios e proteínas de alto valor biológico e de rápida digestão e absorção. Vale salientar que nas três fases da detoxificaçao, compostos bioativos são determinantes da eficiência do processo. Na fase 1 têm-se como meta de planejamento alimentar, o estímulo de superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT), na fase 2 estímulo de glutationa e glutationa peroxidase (GSH e GPx) e na fase 3 o uso de compostos fenólicos com capacidade quelante de espécies reativas.

Tais estímulos são dependentes da modulação de genes e fatores transcricionais responsáveis pela produção das proteínas SOD, CAT, GSH e GPx, são alvos os genes NRF1, NRF2 e NRF3, bem como o co-fator transcricional PGC1-alfa. Tal mecanismo se deve ao estímulo dos compostos fenólicos sobre a proteína sirtuína-1 (SIRT-1), que por sua vez estimula o co-fator transcricional PGC1-alfa e consequentemente, os genes NRF, especialmente, NRF-2, responsável pela expressão das proteínas antioxidantes citadas.

Em indivíduos com sobre peso ou obesos, a baixa ingestão de compostos bioativos pode diminuir a expressão do NRF-2 e diminuir a capacidade detoxificante, que por sua vez diminui a biogênese mitocondrial. A diminuição da biogênese mitocondrial compromete a oxidação de ácidos graxos. A detoxificaçao é resposta secundária a modulação da expressão gênica, viabilizada pelo uso adequado e periodizado dos compostos bioativos por meio das refeições ou estratégias antioxidantes incluídas no plano alimentar, podendo ser incluídas no desjejum e ao final do dia. A detoxificação é determinante da biogênese mitocondrial e, certamente, alvo em estratégias de oxidação de gorduras favorecendo o gerenciamento do peso.

No processo de emagrecimento, pode ser interessante fazer um detox quando se atinge um estágio de platô, após uma perda considerável de peso. Isso porque os compostos tóxicos tendem a se acumular no tecido adiposo do nosso corpo, e sempre que há a quebra deste tecido (emagrecimento) há, consequentemente, maior liberação desses compostos, trazendo prejuízos para o organismo.

DEFINIÇÃO DO ATIVO
Altilix é um ingrediente natural, extraído a partir das folhas da Cynara cardunculus (Alcachofra), subespécie diferenciada. Altilix é padronizado e possui altas concentrações de bioativos com ação detoxificante, aspecto ligado ao perfil específico da planta cultivada na Sicília, devido às únicas condições climáticas e ambientais da região. Altilix apresenta coloração amarelo claro, diferente de outros extratos. Essa coloração é garantida devido ao método de extração aquoso (decocção) que garante a pureza do ativo.

Altilix possui altas concentrações de Ácido clorogênico, Luteolina-7-glucosídeo e Cinarina (até 10 vezes maiores que extratos comuns do mercado), deste modo, Altilix é o ativo ideal para promover a detoxificação de forma fácil e segura.

MECANISMO DE AÇÃO
Tradicionalmente, os compostos bioativos contidos nas folhas de alcachofra são utilizados para o alívio sintomático de doenças digestivas e para reduzir os sintomas de plenitude, inchaço e náuseas. Além disso, estudos têm mostrado ação diurética e a atividade detoxificante devido a suas ações antioxidante, colerética e anticolestática.

Ação Antioxidante e Aumento da Biogênese Mitocondrial
O ácido clorogênico ativa a proteína quinase (AMPK) e este ira ativar a nível transcricional PGC-1α. Estudos recentes têm demonstrado claramente as funções de PGC-1α na regulação do metabolismo oxidativo mitocondrial e esta regulação ocorre devido a ação de PPARα e ERRα (grupo de proteínas receptoras nucleares que funcionam como fatores de transcrição que regulam a expressão dos genes relacionados ao metabolismo de lipídeos). Deste modo, Altilix promove aumento da biogênese mitocondrial e oxidação de ácidos graxos via AMPK.

Já a Luteolina-7-Glucosídeo têm mostrado papel importante em estimular NRF2, fator transcricional conhecido por ativar a resposta antioxidante do organismo, promovendo aumento de antioxidantes primários como SOD, Catalase e Glutationa Peroxidase.

Redução da Biossíntese de colesterol
A padronização do extrato de alcachofra Altilix em Luteolina contribui para a redução da biossíntese de colesterol devido a inibição da ativação e/ou estímulo da inativação da enzima HMG-CoA redutase. Além de exercer potente efeito inibitório, também bloqueia o estímulo da biossíntese de colesterol pela insulina.

Ação Colerética, Anticolestática e Alcalinizante intestinal
Os efeitos colerético do extrato de folhas de alcachofra foram avaliados em estudos in vivo, mostrando que a alcachofra promove um aumento do fluxo biliar. Porém estudo realizado com Cinarina e ácido clorogénico, administrados como compostos puros, não mostrou atividade colerética em qualquer uma das doses testadas.

Altilix promove ação colerética e anticolestática devido a sua composição completa, com Ácido Clorogênico, Cinarina e Luteolina-7G. O extrato rico nesses bioativos promove aumento da produção de bile e aumento do fluxo da bile para o duodeno. Como consequencia, a alcalinização intestinal é promovida e a motilidade intestinal melhorada.

ESTUDOS IN VITRO
Redução de danos aos hepatócitos

Zheng Q. et al. realizaram estudo que comprovou o efeito protetor da Luteolina-7-Glucosídeo (LUTG). Para avaliar este efeito, hepatócitos foram incubados com várias concentrações de LUTG durante 30 minutos antes da administração de CCl4 (10mM). A citoxicidade de CCl4 foi significativamente diminuída pela adição da LUTG.

ESTUDOS IN VIVO
Proteção de hepatócitos pela Luteolina-7-Glucosídeo

As enzimas TGP e TGO ficam localizadas no citosol dos hepatócitos e suas quantidades no sangue servem de parâmetro para analisar danos ao tecido hepático, como por exemplo, danos pela exposição ao CCl4.

Zheng Q. et al. realizaram estudo comprovando a proteção hepática pela Luteolina-7-Glucosídeo. Ratos receberam 3 dosagens diferentes de LUTG (10, 20 e 30mg/kg) antes da administração de CCl4 e foi realizado o doseamento de TGP e TGO no sangue.

Efeito Colerético
Dois estudos clínicos duplo-cego, realizados com extratos de folhas de alcachofra mostrou um aumento considerável na colerese, devido aos ácidos biliares de produção aumentados (Kirchhoff et al., 1993 e 1994).

Um dos estudos mostrou que o extrato de folha de alcachofra aumentou significativamente a quantidade de secreção de bile para o duodeno de voluntários saudáveis, em comparação com os que receberam placebo (Kirchhoff et al., 1994).

BENEFÍCIOS

  • Atividade diurética e detoxificante;
  • Ação hepatoprotetora;
  • Ação antioxidante hepática;
  • Alcalinização intestinal;
  • Ação Anticolestática.

INDICAÇÕES E APLICAÇÕES
Altilix é indicado para promover uma dieta mais saudável e facilitar a perda de peso. Pode ser utilizado em suplementos dietéticos (cápsulas, comprimidos, grânulos ou sachês), alimentos e bebidas funcionais feitos para melhorar a funcionalidade natural e saúde gastrointestinal.

DOSAGEM USUAL
A dosagem usual de Altilix recomendada é de 100mg a 200mg ao dia.

Sugestão de fórmula
AÇÃO DETOXIFICANTE NO GERENCIAMENTO DO PESO

Altilix .............. 200mg
Cacti-Nea ....... 1g
» Administrar 1 dose ao dia.

Comentários: Cacti-Nea favorece o equilíbrio osmótico do organismo, elimina o excesso de fluidos sem a perda de minerais e tem efeito comprovado no controle do peso corporal, através da sua ação diurética e antioxidante. A ação de Cacti-Nea irá potencializar o efeito de Altilix, facilitando a eliminação das toxinas.


Consulte seu médico e fale conosco.
Nossos farmacêuticos estão aptos a prescrever formulações.
De acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia.

Clicando no link acima à direita, você será redirecionado para a página de solicitação de orçamentos.
Preencha o formulário, informe no campo MENSAGEM, o produto em questão e aguarde nosso contato!